Resenhas

[Resenha] Jogos Vorazes – Suzanne Collins

Jogos Vorazes

Olá! Como vão?

Jogos Vorazes foi o primeiro filme que fui na estréia sem ter lido o livro, o que realmente foi uma novidade na minha vida, mas parece que depois desse dia passei a fazer muito isso. Talvez pelo fato de que entrei em uma fase “nacional”, o que me fez afastar um pouco dos “da moda”. Mas o fato é que amei JV e fiquei louca pelo livro, mas quando finalmente o achei para comprar, tinha perdido aquela empolgação.

E assim ele mofou na minha estante. Até que resolvi que leria os livros antes da estréia do segundo filme. E assim eu fui conhecer o livro que deu origem a série.

Eu preferia pular aquela parte explicativa, mas como nem todo mundo leu, vamos a ela. A America do Norte morreu, em seu lugar surgiu Panem, com a Capital e treze distritos. Não satisfeitos com tudo, os distritos se rebelam, mas acabam perdendo a guerra e sofrem várias consequências. O distrito 13 é destruído e os outros 12 anualmente são lembrados de sua subordinação através dos Jogos Vorazes. Uma competição onde cada distrito “fornece” dois de seus jovens para lutar até a morte em uma arena com transmissão ao vivo.

Katniss Everdeen é nossa protagonista, que vive no distrito 12, perdeu o pai em um acidente de trabalho e dá duro para alimentar a mãe e a irmã mais nova. Sua irmã significa tudo para ela, significa tanto, que quando o nome dela é escolhido para participar dos jogos, ela se oferece em seu lugar.

Dessa forma ela deixa seu distrito e seu melhor amigo Gale e parte rumo à capital ao lado de Peeta Mellark. No inicio ganhar é improvável, até que passa a ser o maior desejo dela. Afinal, ganhar é também sobreviver, além de melhorar significativamente a vida de sua família. Mas ganhar não é apenas lutar, é entreter, é fingir, é saber dançar de acordo com o jogo.

Digamos que Katniss não curti muito isso, mas quando ela vê a necessidade, ela é simplesmente esplendida ao fazê-lo.

Bem, eu não consegui não comparar JV com A Seleção, mas o que os diferencia bem é o foco de cada um. JV por mais que tenha romance, o foco é a política, a manipulação, enquanto A Seleção tem foco no romance, usando a política apenas como plano de fundo. E talvez tenha sido isso que amei no livro. Eu amo política!

Durante todo o livro eu não soube o que pensar de Peeta. As vezes ele parece bobo de mais, outras esperto de mais. Ele faz aquele papel de bobo apaixonado, mas por algum motivo isso não me convence. Se ele realmente for esse bobinho, o acharei um personagem muito… fraco. (E nesse momento o fã clube de Peeta planeja minha morte).

Mas o fato é que gosto do Gale e por mim, ele e Kat fariam um ótimo casal. Um casal de fibra. Acho Peeta muito aquém de Katniss, ela consegue ser racional, pensar estrategicamente, e saber exatamente o que está acontecendo, enquanto ele é apenas limitado. E não gosto disso, nenhum pouco.

AMEI Cinna!

Bem, não fui uma das maiores fãs da escrita da Suzanne, mas simplesmente amei a estória criada por ela, que mesmo não sendo real, poderia muito bem ser. Ela mostra a manipulação do governo, mostra o controle sobre o povo, as injustiças e a alienação. Lembrou-me as manifestações recentes que tivemos no país.

Por ter assistido o filme, uma coisa da qual senti falta no livro foi a visão de fora. É tudo muito limitado pela visão da Kat, vemos apenas o que ela vê. Mas por outro lado, nós vemos tudo o que se passa na mente dela, entendemos cada mínimo passo. E ao contrário do filme, que só entende o que ela está fazendo quem realmente presta atenção, que você pode assistir sem se focar na política, não podemos fazer isso no livro. O livro nos força a ver a política, nos força a ver toda a crueldade dos jogos.

Só posso dizer que gostei, que é um livro mais para pensar que entreter. E gosto de ler livros assim de vez em quando, que nos tira do senso comum e nos dá algo a mais, algo para pensar a respeito. Suzanne foi revolucionária e ao terminar essa resenha já vou começar a leitura do segundo livro. Afinal, o filme se aproxima! o/

Já leram? Gostaram? O que acharam do filme?

Beijos!

Laury.

8 Comments

  1. Kamille

    Já li, e amei! Só não gostei muito do filme pq a relação do Peeta e da Katniss não parece entreter o povo de Panem; agora no livro, eu ardi só de ler as partes em que eles ficavam *u*

    Reply
  2. A única coisa que gostei do filme foi que temos uma visão do filme. Eu só li o 1° e o 2° livro e achei meio chato as vezes pq é só a visão da Katniss.
    Eu não curti tanto como todo mundo JV, mas amei Em Chamas. Ansiosa para ler o terceiro.

    :*

    Reply
    1. Laury A Author

      Eu vi o filme antes de ler livro, então quando fui ler também tive esse baque de ficar totalmente perdida com o que acontecia de fora, mas acho que acabou me instigando a tentar entender o jogo de poder que acontecia. No livro temos que pensar mais que no filme para entender.
      Também amei Em Chamas, louca para Esperança, mas pretendo ler só quando estiver próximo do filme, para eu lembrar melhor os detalhes, já que minha memória é péssima. kkkkk

      Reply
  3. Evelin

    Seu comentário sobre Peeta é bem equivocado… talvez vc o conheça melhor quando ler os outros livros. Ele é a bússola moral da série e mt mais consciente do q os outros personagens… se vc gosta d política, peovavelmente pode entender pq ele age como bobo apaixonado… Peeta é o grande orador da franquia. E quanto a Gale… bom, perdi o respeito por ele em Mockingjay. Desenfreadamente violento e maquiavélico.

    Reply
    1. Laury A Author

      Só não li o último livro ainda.
      Porque ele age como bobo apaixonada na frente das câmeras é super entendível, mas não tão entendível por trás delas. Acho que ele fala bem sim, mas não sou chegada nessa parte de falar, talvez por isso goste mais do Gale. Ainda não li o último, mas sei o que ele faz. Achei meio chocante, mas por incrível que pareça, ainda gosto dele. kkkk Sim, tenho problemas. 😀

      Reply
  4. juliano cesar de oliveira

    Oi adorei.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro….mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei… se trata de um livro arrebatador…ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos…..e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história…..acesse o link da livraria cultura e digite reverso…a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    Reply

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *