Resenhas

[Resenha] O Milagre – Nicholas Sparks

Olá lindos. Tudo bem? Estava devendo uma nova resenha faz tempo, não? Então aqui vai ela.

Esse é o primeiro livro do Nicholas Sparks que leio. Pecado, não? Eu sei, mas a maioria dos livros dele acabou virando filme, aí eu via o filme e adeus livros. Mas agora o que importa é que comprei e li um Nicholas que não é filme. o/ Bem, pelo menos eu acho que não, claro.

Li o livro e entendi completamente porque toda a aclamação ao redor do nome dele. Se me pedirem para apontar um defeito no livro, não vou conseguir, de verdade. Ele é romântico, mas é realista, é instigante, tem o tom certo de mistério, personagens únicos, aborda bem tudo que propõem. É incrível. Me deixou uma ótima impressão.

Mas vamos ao livro!!! O Milagre começa com uma proposta simples: um jornalista de NY que não acredita em nenhum tipo de magia e passa boa parte do seu tempo desmascarando lendas e mitos. O primeiro momento é ele desmascarando um vidente charlatão, e tenho que admitir, chorei de rir. Mas claro, o livro não diz respeito a apenas isso, é só um ponto de partida para tudo.

Depois do charlatão, ele vai para a Carolina do Norte investigar sobre possíveis fantasmas em um cemitério. E é lá que a história realmente acontece. É casa morador louco que tem naquela cidade! Adorei a Doris, durona e meiga, uma ótima avó. Me identifiquei profundamente com a Lexie (mesmo querendo socar ela algumas vezes, da mesma forma que tenho vontade de fazer comigo de vez em quando rsrs), com a maneira de pensar e tudo, ainda mais quando tem livro no meio, mas eu não acho que conseguiria morar em um cidade no meio do nada como ela. O prefeito e o dono do “hotel” também são peças raras. Raríssimas na verdade. hehe

E nisso tudo tem o Jeremy, o nosso repórter. Leva um tempo para conhecê-lo, mas quando conhecemos… aiai! Morri de dó dele com a história com a ex. E claro, admirei ele, viu?!

Ok, focando no livro de novo! O modo como o livro sempre coloca sobrenatural/magia versus ciência é fascinante. E você fica sempre perguntando: “Quem vai ganhar?”, “Ele vai finalmente acreditar?”. Sou tendenciosa mesmo e sempre torci para a magia, apesar da balança ficar meio equilibrada no livro. E termina equilibrada. Ou será que não? Segredo!! Você vai ter que ler.

Não preciso dizer que tem uma espécie de romance no estilo vai-não-vai, né? E com a complicação “básica” da distancia. Então, tem! E eu fiquei torcendo por ele. Quase morri quando faltando +/- 50 páginas para o livro acabar, as coisas começaram a mais desmoronar que se ajeitar. Gritei, quis matar a Lexie, quis matar o Jeremy, praguejei em alto e bom som e, claro, chorei. É, eu chorei. Não aguentei, quem sabe porque senti semelhança, mas isso não vem ao caso, não é? O fato é que li o resto próximo a um infarto fulminante, uma mistura de êxtase e depressão. rsrs

Mas apesar de tudo (ou talvez devido a tudo) eu só sei que AMEI o livro e com certeza recomendo! Ele vai te dar uma sensação boa. Bem, pelo menos a mim deu.

E aí, que acharam do livro? E da resenha? Você também já sofreu na luta: paixão versus distancia? Se sim, adoraria conhecer sua história! 🙂

Beijos beijos,

Laury

0 Comments

  1. Helana Ohara

    O Milagre… ♥ 90% dos fãs psicóticos e afins do autor não gosto desse livro, porque ele “foge” um pouco do padrão romance meloso dele.
    Li alguns livros de Nicholas Sparks e esse é o único que eu disse “Finalmente esse cara acertou em alguma coisa.”
    É uma opinião minha, mas acho o autor muito comercial, ele escreve pra ganhar grana mesmo e geralmente as histórias a gente sabe como termina 🙁 Enfim…
    Achei o Milagre muito bonito e todo aquele mistério no cemitério deixa a história gostosa.

    Reply
    1. Laury A Author

      O wordpress mandou seu post para o spam e só agora fui ver, sorry.
      Bem, esse é o primeiro dele que li, pensei que tinha me livrado desse “estigma” de nunca ter lido ele, mas parece que não. kkkkk Vou ter que ler outro. 🙂
      E realmente, ele foge do meloso e eu adorei isso, não gosto de começar o livro já sabendo o que vai acontecer, perde a emoção.
      O cemitério realmente deu aquele ar de mistério que não costuma ter em romance, e deu super certo. Eu adorei. 😀

      Reply
  2. Bom, eu gostei do livro, mas ele é um água com açúcar, levinho mesmo. É extremamente bem escrito e bem desenvolvido. Nicholas Sparks sabe ser impecável em sua obra, dá uma paz enorme ler esse livro, mas eu realmente fiquei a todo tempo esperando uma surpresa ou algo maior. No fim, eu imaginava algumas coisas acontecerem, o que chamamos de “clichês”. Não consegui chorar, mas achei lindo. O que transforma esse livro em um excelente livro nem é a história em si, mas a maneira como o autor escreve, que é perfeita. Ele é mto bom.
    PS: ô milagre difícil de aparecer, hein? rs, adorei o site, tá de parabéns 😉

    Reply

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *